quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Todo Vale (03/01/2005)

A noite sopra,
o frio cai por entre morros
e vai carregando o arrepio...
Energia pura e melhor!

O suor derramado em dias de Sol,
trilhas tantas, águas santas,
êxtase natural.

O azul do céu encantado,
à noite tão estrelado,
vem dizer que valeu a pena.

Todo Vale!

Rodas, Angélicas, Purificação
Rio Preto, Fumaça, Poço do Gavião...

A noite sopra,
o frio cai por entre morros
e vai...


___
Música composta após minha primeira ida ao Vale do Capão, na Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. Que os Deuses me permitam sempre retornar àquele lugar mágico e de tantos encontros e reencontros.

A gravação está tosca, mas agradeço a minha mãe linda que filmou. Com isto ela não apenas testa a nova câmera digital dela, mas dá uma pequena amostra de como ela aposta em mim. Tudo bem... Não sou bilhete de loteria e nem biscoito da sorte, mas amor de mãe é PHoda, sempre acredita!

Te amo, mãe!

12 comentários:

Mai ۞ ..iN bUtTeRfLy fOrM.. disse...

Que lindooo....energia da chapada reverbera nessa canção, e tu canta bem viu ...meninoo adorei,o céu da chapada é tudo mesmo, fica tão perto ñ é ?! quero voltar lah pra terminar de conhecer tbm...
E a mãe tem razão em apostar nesse lindo sim, o video nem ficou tosco pra um teste, adorei mãe...

bjin de luz !!

Anônimo disse...

O menino de múltiplos talentos!
Você é simplesmente encantador. Pelo seus dons, pela sua pessoa, pela sua doçura... Por tudo que você tem se mostrado ser!
E a mãe tem toda razão de apostar no filhão que ela tem o privilégio de ter. Tem mesmo que deixar brilhar a sua luz e que assim seja!

Beijinho ;*

Magrelinha disse...

Essa música me dá uma sensação de paz.Se já dava antes,agora bem mais,depois que fiquei por um mês na Chapada e pude contemplar e sentir de verdade aquele lugar.Nossa...tenho tanta saudade de sentir tudo de novo,que dói.

E esse ser iluminado cantando e tocando essa música,me fez criar como palno de fundo:ele no centro,uma fogueira,uma lua enorme nascendo dentro de um céu carregado de estrelas e vaga-lumes ao redor e com certeza o lugar não poderia ser outro:Chapada Diamantina

HelÔ disse...

Olhei o vídeo e lembrei de uma noite em que as energias tomaram conta da "cantoria" que rolava - Eu, você e seu violão - Simplesmente Mágico!
Xero!

Rodrigo Sestrem disse...

Grande irmão!
Salve o Capão, salve o poeta, salve a distância, existente e não!
E vamos valendo a pena, pelos vales e pelos Rios!
Saudades, irmão!
Abração!

Fabio Sá disse...

Olá!
Bons textos irmão.

namastê!

Victor disse...

Essa é a melhor das suas músicas na minha opnião, acho que uma essência do momento que ficou. Nós lá frio da noite, sentados no palco apagado no meio da vila cantarolando estes versos.

Repetiremos, entre novas canções...

Anônimo disse...

adivinha o que eu fico vendo aqui??

você cantando no meu jardim...

Soluz em Minha Terra

beijos

Karin Kunze disse...

Musica linda, Ju!!!
Saudade...

Georgia disse...

Deu pra matar um pouquinho da saudade da tua voz.
Você é talentoso e lindoooooo!
Sua eterna fã.
Gell

Anônimo disse...

Linda...adorei

Sara

Íris disse...

"Trilhas tantas...."
Ouvindo vc tocar senti uma nostalgia grande e uma tristeza imensa de não ter me pertido um show ao vivo...
Trilhas tantas...