terça-feira, 21 de outubro de 2008

E se? (03/02/2007)

E se eu sentar em contemplação,
ficando sem forças para levantar,
sentindo a gravidade do êxtase?
E se eu dormir no melhor sonho,
perdendo todo o tempo “real”,
deixando de lado pedras vocais?
E se minha música contar casos,
tornando possíveis as realizações,
para que mais tarde eu creia?
E se o cheiro vier com o vento,
falando dos toques de um corpo,
de curvas doces de uma alma?
E se eu apenas deixasse tudo,
permitisse que cada coisa fosse,
fazendo-me parte de tudo que há?

E se eu apenas fosse amor?
___
Para Jeanne, minha amada amiga Anne, por ser uma das que ela mais gosta.

5 comentários:

Anônimo disse...

Oi Soluz,parabéns pelo blog!!Vc escreve muito bem e tem um grande talento!!!

Bjos
Lica

florzinhamimosa@hotmail.com disse...

ual!!! Soluz, que coisa mais linda!!! E eu perdendo tempo sem ler você? Ainda bem que vc me resgatou. Ufa!!!! To começando a te reler por aqui. E só tenho que te agradecer.

beijos
i.

HelÔ disse...

"E se eu apenas fosse amor?"

Me deparei com esta frase e lembrei que em alguns momentos da vida nos ludibriamos tanto que chegamos a ser "apenas" amor.
Mas o que há de errado em ser apenas isso?
Um doce beijo, uma brisa ofegante, um sussurro gritante, um afago emocionado e um cheiro inebriante... Ah! O amor!
Ben Vindo!!!

PS.: Saiu tudo "ante" rsrsrs

Beijao

Damaris disse...

E se fosse apenas o amor, afinal não há no mundo sentimento mais puro e sincero como o amor.
Soluz realmente tu escreves muito bem... Que você conserve sempre esse dom meu amigo!!!
Beijos

Jeanne Ramos disse...

hehehehe!!!!! linda

Beijos lá de 2008

Anne